BLOG

Luis Gustavo Morato Leite

Faceta de porcelana: as indicações, prós e contras.

faceta de porcelana prós e contras post blog

Guia completo sobre facetas de porcelana com indicações, prós e contras, problemas e alternativas desta técnica em odontologia estética em Porto Alegre para correções na cor e forma do sorriso.

 

 por Luís Gustavo Morato Leite, dentista graduado e especializado em faceta de porcelana (prótese dentáris) pela UFRGS, em Porto Alegre.

 

 

Faceta de porcelana, a estrela da odontologia estética de transformação do sorriso.

 

Os tratamentos para transformações do sorriso são cada vez mais comuns nos consultórios dedicados à odontologia estética. Corrigindo a cor e forma dos dentes, a técnica também conhecida como laminado cerâmico conta com materiais com composições diferentes, técnicas de fabricação específicas e variaçõe na espessura e extensão das delicadas lâminas que recobrem as partes visíveis dos dentes.

 

Entre várias técnicas com laminados cerâmicos, a faceta de porcelana é a mais poderosa para corrigir problemas na cor e forma dos dentes – e também a mais utilizada por famosos e artistas na construção de sorrisos harmômicos e impecáveis. Por outro lado, é o procedimento que exige maiores cuidados no planejamento e execução, por parte do dentista, para evitar danos irreversíveis aos dentes. E para facilitar a compreensão deste procedimento que pode ser o ideal para os seus dentes, que tal conhecer as indicações, prós e contras do tratamento?

 

faceta de porcelana indicações
Faceta de porcelana: naturalidade e resultados marcantes para correções na cor e forma dos dentes.

 

 

Indicações da faceta de porcelana.

 

Antes de iniciar o tratamento, a análise clínica e radiográfica – em alguns, tomográfica – dos dentes, gengivas e arquitetura facial é essencial para confirmar a faceta de porcelana como o laminado cerâmico ideal. Recursos auxiliares de diagnóstico, como simulações fotográficas e mockups (simulações diretas sobre os dentes) também fazer parte da coleta de dados imprescindíveis ao tratamento. Conheça as principais indicações da faceta em porcelana:

 

modificações radicais na forma dos dentes;

 

alterações marcantes nas cores dos dentes;

 

correção de cor em dentes escurecidos após canal;

 

tratamentos combinados com próteses dentárias fixas em porcelana;

 

recuperação de dentes quebradros;

 

fechamento de espaços entre dentes (diastemas);

 

recobrimento de retrações gengivais pouco extensas.

 

 

faceta de porcelana prós e contras
Faceta em resina fraturada: a versão em porcelana é indicada para evitar fraturas frequentes.

 

 

Prós e contras da faceta de porcelana.

 

Como toda técnica utilizada em odontologia estética restauradora, a faceta de porcelana tem prós e contras que, comparados com outros tipos de laminados cerâmicos, são levados em conta na hora de selecionar o dispositivo estético ideal. Conheça as principais características desta técnica:

 

prós

 

capacidade para mascarar dentes escurecidos;

 

resistência mais elevada comparada a outras técnicas;

 

durabilidade elevada;

 

resistência ao amarelamento e perda de brilho;

 

possibilidade para, em casos específicos, substituir o alinhamento de dentes com aparelhos ortodônticos;

 

pode ser combinada com outra técnicas com laminados cerâmicos como lentes de contato dental;

 

pode ser combinada com próteses dentárias em transformações de impacto do sorriso.

 

contras

exige desgastes dentários para nivelamento da superfície dentária;

 

os desgastes dentários são irreversíveis;

 

exigem maior domínio e controle da técnica.

 

pode ter custos mais elevados devido aos procedimentos auxilares que garantem segurança ao tratamento;

 

faceta de porcelana desgastes nos dentes
Desgastes dentários de adaptação: um desvantagem da faceta em porcelana.

 

 

Alternativas atuais em estética dental.

 

A faceta de porcelana é, sem dúvida, a técnica mais versátil e poderosa para transformações marcantes do sorriso – mas não é a única técnica com laminado cerâmico a proporcionar sorrisos mais harmômicos e brilhantes. Em diversas situações, é a lente de contato dental, uma versão mais delicada e que não exige desgastes dentários de adaptação, o dispositivo que combina resultados estéticos deslumbrantes com segurança e praticidade do tratamento.

 

lente de contato dental

Fina e delicada, a lente de contato é indicada para resolver pequenos detalhes na cor e forma dos dentes que fazem toda a diferença. São ideais para evitar os desgastes dentários na técnica com faceta de porcelana.

 

fragmento cerâmico

É uma variação da lente de contato dental que recobre apenas parcialmente a superfície estética visível dos dentes. Indicada para substituir restauração dentárias em resina em dentes anteriores, também é definida como resturação dentária em porcelana do tipo inlay e onlay.

 

faceta de resina

 A faceta de resina é uma versão mais em conta do que todas as técnicas com laminados cerâmicos. Realizada em consulta única, oferece excelentes resultados estéticos para substituir facetas de porcelana, lentes de contato dental e fragmentos cerâmicos. As desvantagens ficam por conta da menor durabilidade, fraturas frequentes e amarelamento rápido do material.

 

faceta de resina prós e contras
Facetas em resina: preço mais em conta e tratamento realizado em uma única consulta.

 

 

Durabilidade e resistência são pontos de destaque.

 

Elevada resistência e durabilidade é tudo o que você vai querer saber sobre o seu tratamento com laminado cerâmico ao final dos procedimentos. E, neste ponto, as facetas de porcelana saem muito à frente dos outros concorrentes. 

 

Estudos científicos sobre a durabilidade de facetas em porcelana vêm acompanhando, ano a ano, as condições destes laminados no que se refere à resistência à infiltração por cárie dentária, manutenção do brilho, resistência à descoloração e fraturas. Com relação ao tempo de duração deste tipo de faceta dentária laminada, o que se observou é que, passados 10 anos, 92% dos laminados apresentam-se em boas condições de adaptação e estética – números excelentes, próximos às coroas em porcelana pura.

 

A resistência à fratura é outro ponto de destaque deste laminado cerâmico. Mais resistente que outras técnicas pela maior espessura da lâmina, pode ser utilizado em procedimentos para aumentar o comprimento dos dentes ou em pacientes com bruxismo leve a moderado, com riscos reduzidos para fraturas.

 

faceta de porcelana durabilidade
A durabilidade de facetas em porcelana está mais associada às indicações corretas da técnica do que à espessura do laminado cerâmico.

 

 

Faceta de porcelana versus faceta de resina.

 

 As indicações, prós e contras das facetas de porcelana dão uma boa ideia dos fatores e condições clínicas que pesam na escolha do melhor tipo de laminado cerâmico. Entretanto, em alguns casos, não existe uma única técnica que seja mais indicada do que outra. E, neste ponto, a seleção entre facetas de porcelana ou facetas de resina aparece como dúvida mais frequente.

 

De alguns anos para cá, a maior durabilidade das facetas de resina, aliada a melhores resultados estéticos, vêm colocando esta técnica como opção segura à faceta de porcelana. O principal fator pela melhora das propriedades mecânicas e estéticas deste tipo de laminado é a introdução de partículas de cerâmica às resinas, aumentando a gama de indicações e possibilidades deste que é o procedimento estético mais utilizado para laminação dentária.

 

A faceta em resina tem como vantagens o menor preço do tratamento e possibilidade de ser realizada em uma única consulta, mesmo para um número elevado de dentes. Com um sistema de cores próximo ao utilizado em facetas de porcelana, a técnica oferece cores mais naturais e detalhes ópticos de transparência, fluorescência e oplacescência ideais para quem deseja transformações estéticas rápidas e com baixo custo.

 

faceta de resina versus faceta de porcelana
Faceta de resina versus faceta de porcelana: fraturas podem ser frequentes na técnica em resina.

 

 

Irreversibilidade exige técnica apurada.

 

A impossibilidade para reverter os desgastes dentários de adaptação realizados na superfície dos dentes pesa – e muito – na balança de prós e contras das facetas de porcelana. Não à toa, a maioria dos pacientes tem receios na realização desta técnica que, executada com indicações e procedimentos corretos, é, sim, segura aos dentes.

 

Por outro lado, a irreversibilidade do tratamento pode ser pouco importante aos indivíduos que já possuem dentes com restaurações dentárias antigas e manchadas, já que estes desgastes, muita vezes, são menos invasivos do que o próprio procedimento restaurador. 

 

É importante também alertar ao paciente em tratamento com laminados cerâmicos sobre a relativa reversibilidade da lente de contato dental. Isto porque, apesar da ausência de desgastes dentários sobre os dentes deste procedimento, pode ser impossível recuperar o brilho inicial das superfícies dentárias revestidas pela técnica – um fator que pode fazer o candidato a este tipo de laminado rever os prós e contras da faceta de porcelana.

 

 

Riscos e problemas.

 

Problemas com facetas de porcelanas são relatos frequentes em mídias sociais e imprensa. Da infiltração por cárie dentária, sensibilidade elevada a até mesmo situações bastante raras como a perda dentária, pouca – ou nenhuma – são as informações a respeito das técnicas e materiais utilizados, ou até mesmo do laboratório de prótese dentário utilizado na confecção dos laminados. De fato, a negligência e imperícia de dentista aliado à utilização de materiais de qualidade inferior pode, sim, trazer riscos sérios aos dentes. 

 

Os procedimentos clínicos com facetas de porcelana contam com vários sistemas e dispositivos para oferecer segurança durante os desgastes dentários. Um exemplo disso são os guias de desgastes dentários elaborados sobre simulações 3D, uma forma de garantir desgastes dentários sem riscos aos dentes e com mínima redução da estrutura dentária. Ainda assim, veja os principais problemas associados a este tipo de faceta dentária laminada:

 

resultados estéticos insatisfatórios;

 

infiltração por cárie dentária;

 

sensibilidade dentinária;

 

descolamento do laminado cerâmico;

 

tratamento de canal por proximidade do laminado do câmara pulpar;

 

inflamações gengivais;

 

mal cheiro;

 

fraturas dentárias;

 

perdas dentárias;

 

Ainda em dúvida? Consulte nosso FAQ (dúvidas frequentes):

Ou aproveite para saber mais com estes posts:

Voltar para o blog