BLOG

Luis Gustavo Morato Leite

Faceta de resina, passo a passo: construa, rápido, um novo sorriso.

faceta de resina passo a passo

Conheça, passo a passo, a faceta de resina, uma técnica para recuperar e reconstruir a estética do sorriso. Com dicas sobre indicações e problemas associados às etapas do tratamento, conheça um pouco mais sobre este tipo de laminado dentário essencial à harmonização dos seus dentes.

 

por Luís Gustavo Leite, dentista graduado e especializado em facetas dentárias pela UFRGS, em Porto Alegre.

 

 

Faceta de resina, a técnica instantânea para recuperar sorriso.

 

O tratamento com faceta dentária é um dos procedimentos estéticos mais realizados nos consultórios odontológicos. Com passo-a-passo simples e preço acessível, é uma alternativa às lentes de contato dental e facetas de porcelana, duas técnicas com laminados cerâmicos utilizados nas transformações de impacto do sorriso – e que fazem parte da lista de desejos de muitos indivíduos.

 

A praticidade, principal vantagem da faceta em resina, deve-se ao material estético utilizado, que é semelhante ao utilizado em restaurações dentárias. De fácil aplicação, o procedimento pode ser realizado em consulta única – e isso mesmo para tratamentos realizados em até oito dentes anteriores. Por outro lado, assim como na técnica com lente de contato dental, os resultados finais são dependentes de indicações precisas que levam em conta as limitações ópticas e de resistência das resinas. Veja uma lista com as situações mais favoráveis ao procedimento:

 

  fechamento de espaços entre dentes (diastemas);

 

  recuperação de desgastes dentários por bruxismo;

 

  correções de cor e forma dos dentes;

 

  aumento no comprimento e largura de dentes curtos e pequenos;

 

  reconstrução de dentes fraturados;

 

  fechamentos de espaços escuros por retração gengival.

 

faceta de resina dentes manchados por antibióticos
Dentes manchados por antibióticos: dependendo da intensidade, problema pode ser corrigido com resinas laminadas.

 

 

O passo-a-passo do tratamento com faceta de resina.

 

Corrigir falhas estéticas e funcionais em apenas uma consulta é o desejo de todos os pacientes. E, no tratamento com faceta de resina, isto até é possível, desde que as gengivas encontrem-se sadias e as superfícies dentárias polidas e clareadas. Entretanto, na maioria das vezes, estas etapas são indispensáveis e ainda podem exigir simulações para que os resultados finais satisfaçam às exigências estéticas do paciente.

 

1º passo: exames clínicos e radiográficos + moldagens para diagnóstico.

A primeira consulta no passo-a-passo do tratamento com faceta de resina é a mais importante. É através dela que o dentista confere se as correções e modificações na cor e forma dos dentes são possíveis com a técnica resinosa. E para que isso se dê de forma efetiva, é preciso examinar a saúde da gengiva e estado geral dos dentes, incluindo radiografias para observar a extensão das restaurações dentárias e tratamento de canal, quando existentes.

 

Dependendo da dificuldade para correções e número de dentes envolvidos no tratamento, é aconselhável o uso de simulações digitais, sobre modelos ou até mesmo dentes (mockups) para certificar-se dos resultados finais da técnica. Um procedimento que pode gerar custos mais essencial para otimizar a harmonização do sorriso.

 

2º passo: análise de simulações para casos complexos + tratamento gengival + profilaxia + clareamento dental.

 

A gengivite já recebeu o título de doença mais frequente no mundo – acredita-se que 90% das pessoas são acometidas por ela. E, para muitas delas, essa condição infecciosa pode estar associada ao sangramento gengival e inchaço, duas condições que afetam o resultado final do tratamento com faceta de resina ou outras técnicas como facetas de porcelana, lentes de contato dental e restaurações dentárias.

 

A profilaxia e tratamento gengival removem manchas, placa bacteriana e tártaro localizados junto e abaixo das gengivas, recuperando a saúde do tecido e a estética da superfície de esmalte dos dentes. Outra etapa desse passo-a-passo é a análise e aprovação do design do tratamento, parte importante para evitar frustrações e resultados pouco eficazes.

 

3º passo: confecção das facetas de resina.

 

A etapa de confecção das facetas de resina é a parte que mais interessa aos pacientes. Nela, restos de restaurações antigas são removidos e, se necessário, são realizados desgastes dentários adaptativos – tudo para que a superfície final dos dentes esteja livre de materiais odontológicos e manchas. Após estes procedimentos, o dentista confecciona artisticamente cada camada correspondente às variações de cor, transparência e detalhes óptico presentes em dentes naturais.

 

A utilização de guias de design pode ser utilizado para reproduzir fielmente as simulações, sejam elas fotográficas, sobre dentes ou sobre modelos em gesso. Além de garantir a satisfação dos pacientes, são também importantes para minimizar desgastes dentários adaptativos que podem trazer riscos aos dentes. E também não dá para esquecer para o levantamento fotográfico que acompanha todo o passo-a-passo para que o paciente acompanhe a construção de detalhes anatômicos e estéticos em áreas com visualizações laterais.

 

 

4 passo: consulta de revisão (manutenção).

 

A manutenção sistemática da faceta de resina- a cada 6 meses – é aconselhável para manter o brilho e cor originais pelo maior tempo possível. Além do polimento dos dentes revestidos, o exame das gengivas também é parte importante desta consulta. Pequenas fraturas, muitas vezes imperceptíveis, são comuns e podem ser recuperadas, facilmente, durante a manutenção.

 

faceta de porcelana resultados estéticos satisfatórios
Resultados estéticos marcantes: a indicação correta da técnica e uso de resinas específicas podem resultar em tratamentos semelhantes a facetas de porcelana e lentes de contato dental.

 

 

Faceta de resina exige manutenção frequente.

 

Se por um lado o passo-a-passo da faceta de resina é simples, por outro pode esconder uma característica importante do tratamento: a manutenção semestral. A consulta periódica é uma necessidade para a maioria dos pacientes submetidos à laminação com resinas, já que este material pigmenta, amarela e perde o brilho mais rápido do que as facetas de porcelana.

 

Outro objetivo da consulta de manutenção das facetas em resina é recuperar minúsculas fraturas em áreas submetidas ao estresse mecânico, como os cantos de dentes incisivos centrais e laterais. Nestes casos, pequenos reparos, imperceptíveis, recuperam facetas desgastadas ou fraturadas.

 

O passo-a-passo da consulta para manutenção das facetas em resina também podem ser utilizados para recuperar restaurações dentários. Após a limpeza e remoção de manchas mais profundas, recupera-se pequenas fraturas que podem estar presentes e então passa-se para o repolimento da superfície dentária com discos e pastas abrasivas próprios para recupera a cor e brilho perdidos ao longo dos anos.

 

faceta de resina problemas
A manutenção periódica é essencial para manter a cor e brilho das facetas dentárias em resina.

 

 

Compare o passo-a-passo entre duas técnicas com facetas dentárias.

 

A diferença entre o passo-a-passo no tratamento com laminados dentários varia conforme o número de dentes envolvidos e as exigências estéticas individuais. Ainda assim, é fácil compreender as etapas associadas a cada técnica, e até mesmo como elas impactam no tempo maior do tratamento e preço mais elevado para os procedimentos com laminados cerâmicos.

 

 

Durabilidade e problemas.

 

As resinas utilizadas em facetas dentárias laminadas, apesar de melhora nas características de resistência a fraturas, amarelamento e pigmentação precoce, tem durabilidade inferior aos laminados cerâmicos como lentes de contato dental e facetas de porcelana.

 

A durabilidade das facetas de resina vem surpreendendo até mesmo a dentistas especializados no assunto. E é o que mostram algumas pesquisas recentes sobre o tema, que mostram que, passados cinco anos do tratamento, quase 90% destes delicados laminados apresentam adaptação e estética em boas condições – uma ótima notícia para todo mundo.

 

Já os problemas mais comuns associados às facetas de resina estão mais associados a indicações inadequadas do que falhas no passo-a-passo da técnica. As contraindicações para esta tipo de laminado vão de dentes muito escurecidos ou manchados – principalmente as colorações intensas por antibióticos ou escurecidos pós tratamento de canal – às correções de dentes curtos ou severamente desgastados pelo bruxismo.

 

faceta de resina material de baixa qualidade
A utilização de resinas compostas de qualidade deficiente está associada à diminuição na durabilidade de facetas em resina.

 

 

Preço mais em conta é resultado do passo a passo simples.

 

O passo-a-passo das facetas de resina é simples e justifica o preço mais em conta comparado às técnicas com laminados cerâmicos. De maneira geral, lentes de contato dental e facetas de porcelana exigem um número maior de consultas e utilização de técnicos laboratoriais especializados. E isso sem levar em conta que os procedimentos com porcelana são mais sensíveis a falhas e problemas na adaptação das lâminas.

 

A faceta de resina pode custar apenas 20% do preço da técnica em porcelana. Entretanto, é preciso estar atento à tentação para uso indiscriminado deste tipo de laminado para evitar frustrações frente a resultados pouco estéticos.

 

 

Faceta de porcelana é alternativa em muitas ocasiões.

 

A estrela das transformações estéticas de impacto, populares pelas modificações marcantes no sorriso de famosos e artistas, é a faceta de porcelana. Realizada através de desgastes dentários superficiais que removem falhas na cor e podem até mesmo alinhar dentes tortos e girados, produzem resultados incomparáveis quando o objetivo é não deixar nenhum detalhe para trás.

 

Além de preço mais elevado, a faceta de porcelana tem passo-a-passo mais complexo e pode exigir até 14 dias para que o tratamento seja finalizado. Por outro lado, as possibilidade para correções dentárias fazem deste laminado cerâmico a técnica ideal para indivíduos exigentes com os resultados finais do tratamento.

 

Outra vantagem do uso de facetas dentárias laminadas em porcelana é a maior durabilidade comparada à faceta de resina. Além de mais resistente a pequenas fraturas, permite ao paciente cuidados menos intensos ao ingerir pigmentos alimentares ou utilizar escovas com cerdas duras.

 

faceta de porcelana
A técnica com faceta de porcelana pode ser a mais indicada para recuperar problemas severos na cor e forma dos dentes.

 

 

Restauração em resina pode ser técnica mais indicada.

 

Uma alternativa ao recobrimento de toda a superfície visível dos dentes com facetas de resina é a restauração dentária. Realizada com materiais semelhante à técnica laminada, pode ser utilizada em muitos casos – para não dizer na maioria deles – para recuperar a cor e forma de dentes com diversos tipos de problemas.

 

O passo a passo clínico da restauração de resina pode até mesmo ser idêntico às facetas de resina. Entretanto, dada a simplicidade e reversibilidade da técnica, uma única consulta pode já ser suficiente para transformar estéticas de impacto. Um exemplo disso são os fechamentos de espaços entre dentes (diastemas) e recuperar estética de dentes pequenos e curtos.

 

Outra peculiaridade da restauração de resina é sua semelhante com os fragmentos cerâmicos, uma técnica derivada das facetas de porcelana. Indicadas para recupera a harmonia através de pequenas e precisas inserções reparadoras, são ideais para procedimentos que não exigem desgastes dentários adaptativos. Comparando-se as técnicas, as diferenças ficam mesmo por conta do material, já que a durabilidade da porcelana e resistência à perda de brilho e cor é superior no procedimento realizado com porcelanas.

 

Saiba mais sobre faceta de resina:

Voltar para o blog