BLOG

Luis Gustavo Morato Leite

Plástica gengival: as indicações, prós e contras super explicadas.

plastica gengival indicações prós e contras post

A plástica gengival tem indicações, prós e contras que merecem ser melhor explicadas. Conheça tudo sobre técnicas como a gengivoplastia, gengivectomia e enxerto gengival para corrigir e alinhar gengivas, recuperar a retração gengival ou ainda eliminar o sorriso gengival.

 

Luís Gustavo Leite é dentista especialista em gengivas (periodontia) e próteses dentárias, ambas pela UFRGS, em Porto Alegre.

 

 

Plástica gengival, cirurgia essencial à odontologia estética de impacto.

 

A cada ano, novos procedimentos em odontologia estética trazem melhoras consideráveis aos marcantes tratamentos com lentes de contato dental. Cores, transparências e opolascências, características que conferem mais naturalidade e harmonia às técnicas com facetas dentárias laminadas, podem ser reproduzidas com perfeição – mas tudo isso pode vir em vão se o alinhamento das gengivais prévio não for realizado.

 

A plástica gengival reune um conjunto de técnicas cirúrgicas para nivelar e alinhar gengivas cada vez mais essencial às transformação estéticas do sorriso. Em alguns casos, o resultado deste tratamento é tão impactante que pode dispensar o uso de laminados cerâmicos para recuperar a estética do sorriso. Que tal conhecer um pouco sobre ela?

 

plastica gengival
Plástica gengival: cada vez mais essencial aos tratamentos estéticos de impacto.

 

 

Indicações.

 

As indicações da plástica gengival vão muito além das correções estéticas. Da remoção da hiperplasia gengival inflamatória que pode ocorrer durante o tratamento com aparelho ortodôntico à correção do sorriso gengival, são muitos os casos em que procedimentos como a gengivoplastia e gengivectomia são indispensáveis para reformular a arquetura gengival e facilitar a manutenção da saúde das gengivas.

 

nivelar e alinhar gengivas;

 

otimizar resultados estéticos com laminados cerâmicos (lentes e facetas de porcelana);

 

facilitar o acesso a cáries dentárias localizadas abaixo de gengivas;

 

recuperar o sorriso gengival;

 

eliminar a hiperplasia gengival inflamatória associada a aparelho ortodôntico;

 

modificar a arquitetura anatômica de gengivas em contato com implantes dentários e próteses dentárias fixas.

 

 

Prós e contras da plástica gengival.

 

Em tratamentos de saúde, procedimentos cirúrgicos trazem prós e contras que precisam ser levados em conta na hora de selecionar a técnica. Exames radiográficos e tomográficos quase sempre são indispensáveis para que o dentista especialista em plástica gengival selecione a técnica cirúrgica ideal. Conheça os prós e contras da plástica gengival:

 

Prós

✓ procedimento rápido;

 

baixo custo do tratamento;

 

baixo índice de complicações pós-cirúrgicas;

 

resultados relativamente previsíveis;

 

Contras

é irreversível na maioria dos casos;

 

exige seleção cuidadosa da técnica;

 

pós-operatório com cuidados de higienização oral e alimentação restrita;

 

pode exigir alguns dias em repouso;

 

retoques cirúrgicos.

 

gengivectomia e gengivoplastia
Hiperplasia gengival associada ao acúmulo de placa bacteriana em pacientes jovens em tratamento ortodôntico: indicação para a cirurgia plastica por gengivoplastia. (fonte/internet)

 

 

As técnicas cirúrgicas para corrigir e alinhar gengivas.

 

De maneira geral, as técnicas em cirurgia plástica gengival são divididas em gengivoplastia e gengivectomia. Enquanto a primeira refere-se às correções gengivais que pode incluir a alteração da arquitetura óssea, a gengivectomia é relativa aos procedimentos mais simples de remoção de gengivas em excesso – na maioria das vezes, por problemas de origem inflamatórias como a hiperplasia por gengivite associada à higiene oral deficiente em indivídio em tratamento com aparelho ortodôntico.

 

gengivoplastia

Mais complexa, a gengivoplastia remove e remodela, além das gengivas, o osso localizado ao redor dos dentes. Indicada até mesmo para a correção e alinhamento gengival em apenas um único dente, traz pós-operatório que exige cuidados intensos e atenção com relação ao período em repouso e longe de atividades sociais e de trabalho.

 

gengivectomia

É o recorte simples das gengivas hiperplásicas (crescidas em excesso). Indicada para recuperar uma arquitetura tecidual mais compatível com saúde periodontal, tem utilizações que vão da remoção de bolsas periodontais remanescentes em pacientes pós tratamento periodontal ou hiperplasias inflamatórias associadas a medicamento ou algumas doenças metabólicas.

 

recobrimento cirúrgico de raiz dentária exposta

Conhecida como cirurgia plástica para correção de gengiva retraída, é indicada para recuperar a raiz dentária exposta por recessão gengival (retração) por traumas de escovação ou uso de fio dental ou sequelas de movimentações dentárias por aparelho ortodôntico. 

 

enxerto gengival

Com múltiplas indicações, é indicado desde a recuperação da retração gengival ou mascaramento de gengivas escurecidas localizadas ao redor de implantes dentários.

 

 

Gengivoplastia e gengivectomia, cicatrização e tempo de recuperação.

 

A cicatrização e tempo de recuperação da gengivoplastia e gengivectomia costumam ser os mesmos para as duas técnicas. Para quem vai realizar o procedimento em área estética, é preciso ficar atento ao tempo de manutenção das suturas: até 14 dias, dependendo da localização, extensão e tipo de gengiva –  ou detalhes como o tipo de material do próprio fio de sutura.

 

Os cuidados pós-operatórios da cirurgia plástica gengival exigem atenção redobrada com relação à higienização do local operado e restrições alimentares que podem durar por até uma semana, sendo mais intensos quando associados ao procedimentos com enxertos teciduais. Neste tipo de tratamento, a delicadeza cirúrgica e uma enorme lista de restrições e cuidados são parte importante do sucesso do tratamento. 

 

A plástica gengival prévia a procedimentos com laminados cerâmicos como lentes de contato dental e facetas de porcelana exige até 90 dias de espera para início do tratamento com estas técnicas. Ainda assim, o período de espera vale a pena dada as melhoras estéticas aos procedimentos com facetas dentárias laminadas.

 

gengival
Cirurgia plástica gengival : indicação clássica para a correção de sorriso gengival.

 

 

Enxerto de gengiva: recuperando a retração gengival.

 

A retração gengival já é um dos principais motivos para consulta ao dentista especializado em periodontia. Caracterizado pela exposição das raízes dentárias, este problema que tem como causas principais o trauma de escovação e a periodontite pode aumentar se não for abordado a tempo.

 

A plástica gengival para tratamento da retração gengival pode ser realiazada pelo reposicionamento simples da gengiva retraída ou através do uso de enxertos – estes, indicados para recesssões mais severas ou em em indivíduos com biotipo gengival fino. 

 

O enxerto gengival tem indicações que vão além da recuperação de gengivas retraídas. Gengivas escurecidas por contato com prótese dentária fixa ou implantes dentários são outras aplicações desta técnica que exige intensos cuidados pós-operatórios mas que pode ser essencial para recuperar a estética do sorriso em indivíduos com sequelas anatômicas de fraturas ou perdas dentárias.

 

 

Pós-operatório da plástica gengival exige cuidados.

 

Os cuidados pós-operatórios da plástica gengival são mais intensos comparados a outros procedimentos cirúrgicos em odontologia. Pequenas cirurgias estéticas para alinhamento gengival de um único dente exigem atenção com relação às restrições alimentares e adoção de técnicas para higienização que não causem traumas teciduais nos primeiros dias do tratamento.

 

As cirurgias com enxerto gengival exigem cuidados redobrados no pós-operatório. Além da substituição temporária – por até 14 dias – da escova de dente e fio dente pelo bochechos de agentes químicos deplacantes, a adoção de uma dieta pastosa nos primeiros 7 dias passados da cirurgia plástica fazem parte de uma lista de restrições que precisam ser seguidas à risca.

 

 

Previsibilidade na cirurgia plástica da gengiva.

 

As simulações de tratamentos em odontologia estética são importantes seja para auxiliar na seleção e planejamento de técnicas ou estimular o paciente frente a procedimentos que podem exigir dedicação e paciência com os períodos de recuperação.

 

A simulação de resultados faz parte do passo-a-passo da cirurgia plástica da gengiva mas pode induzir a frustrações com relação à posição final dos tecidos gengivais. Características anatômicas, biotipo tecidual e cuidados no pós-operatório são apenas alguns fatores que atuam para limitar as possibilidades para correções e alinhamentos e que precisam ser levados em conta durante o planejamento do procedimento cirúrgico.

 

Por outro lado, as diferenças de resultados entre a cicatrização final e o planejamento digital de cirurgias plásticas da gengiva, quando ocorrem, não costumam ultrapassar 2 mm, algo pequeno mas suficiente para incomodar aos pacientes mais exigentes com a estética do sorriso – uma situação que pode ser corrigida, entretanto, por retoques cirúrgicos.

 

 

Sorriso gengival.

 

O sorriso gengival é caracterizado pela exposição exagerada – mais do que 2mm – das gengivas situadas acima dos dentes, seja ao sorrir ou até mesmo falar. As causas deste problema vão do crescimento tecidual exagerado por erupção alterada dos dentes à anormalidades no osso maxilar (crescimento exagerado).

 

A cirurgia plástica para correção do sorriso gengival conta com técnicas como a gengivoplastia ou gengivectomia para a correção do problema estético. Enquanto a primeira técnica é indicada para casos em que é necessária a remoção e reconstrução da arquitetura do osso ao redor dos dentes, a gengivectomia é ideal para pacientes cujo problema decorre apenas do crescimento tecidual excessivo por alteração passiva ou alterada dos dentes.

 

Saiba mais sobre plástica gengival em Porto Alegre.

Ou aproveite para ler os posts relacionados:

Voltar para o blog