BLOG

Luis Gustavo Morato Leite

Prótese dentária fixa: como e quando trocar, sem contratempos.

trocar protese dentaria fixa post blog

Qual o melhor momento para trocar a prótese dentária em porcelana? Descubra de quanto em quanto tempo é preciso trocar coroas e jaquetas dentárias antigas e conheça as alternativas para resultados mais estéticos e duráveis – e sem riscos para problemas com gengiva retraída ou escurecida.

 

por Luís Gustavo Leite, dentista graduado e especializado em próteses dentárias pela UFRGS, em Porto Alegre.

 

 

Prótese dentária em porcelana: porque é preciso trocar o dispositivo com o tempo.

 

A prótese dentária fixa em porcelana é um dispositivo mais comum do que se imagina. No Brasil, estima-se que aproximadamente 45% dos indivíduos acima dos 50 anos são portadores de coroas, jaquetas e pônticos protéticos, sejam elas apoiadas sobre dentes naturais ou implantes dentários. Entretanto, ainda mais desconhecido do que a frequência de uso delas, é a necessidade para substituição deste tratamentos de tempo em tempo.

 

De tempos em tempos, você precisará trocar sua prótese dentária em porcelana. As causas vão de gengivas escurecidas por dispositivos em metal e raízes expostas por retração gengival a até mesmo infiltrações por cáries dentárias. Em outras situações, é o declínio estético o motivo para substituir coroas e jaquetas dentárias fixas. Mas o que está mesmo por trás de tudo isso são as técnicas e materiais obsoletos envolvidos na confecção destas próteses.

 

protese dentaria fixa e retração da gengiva
A retração gengival e estética deficiente são causas comuns para trocas de próteses dentárias fixas.

 

 

Quanto tempo dura uma prótese dentária?

 

De quanto em quanto tempo é preciso trocar a prótese dentária em porcelana? Esta dúvida, que em diversos momentos ronda os pensamentos do portador de dispositivos protéticos, também é motivo para pesquisas científicas em odontologia. E o que mais surpreende nos resultados delas é que, quando realizadas com materiais e técnicas consagradas, o tempo é maior do que se espera.

 

A durabilidade da prótese dentária fixa em porcelana depende da qualidade do material e atendimento prestado pelo dentista (planejamento e execução adequados) e também da higienização dos dispositivos fixados a dentes e implantes dentários. Quando estes fatores ocorrem de maneira adequada, espera-se que, passados 10 anos, 88% das coroas, jaquetas e pônticos instalados ainda estejam em condições estéticas e de adaptação satisfatórias.

 

De forma geral, indica-se a troca de próteses dentárias fixas unitárias (coroa ou jaqueta dentária) a cada 8 anos, e pônticos protéticos (próteses dentários unidos a dois ou mais dentes) a cada 6 anos para que a estética e adaptação a gengivas e dentes permaneçam na melhor situação possível.

 

trocar protese dentaria com raiz exposta
A elevada durabilidade até mesmo de próteses dentárias em metal pode ser relativa quando falhas estéticas exigem a remoção imediata do dispositivo.

 

 

Problemas como sangramentos e alergias podem exigir trocas antecipadas.

 

Eventualmente, a troca da prótese dentária fixa deve ser feita antes mesmo da perda de qualidade estética do material. Inflamação e sangramento gengival espontâneo ou provocado, inchaços, retração gengival rápida e mau cheiro são os sintomas mais comuns e que exigem tratamento rápido para evitar danos ainda maiores a dentes e gengivas.

 

As causas para a substituição prematura de dispositivos protéticos podem ter como origem falhas na confecção da peça protética, uso de materiais inapropriados ou procedimentos inadequados realizados pelo dentista. Veja os principais motivos que exigem a remoção imediata da prótese dentária fixa em porcelana:

 

falha da adaptação da prótese dentária;

 

bordas instaladas muito internamente às gengivas;

 

impossibilidade para higienização adequada por erro de design;

 

alergia ao material utilizado na confecção da prótese dentária (metal e até mesmo zircônia).

 

trocar protese dentaria com gengiva sangrando
O sangramento gengival pode ter como causa alergias inflamatórias ao metal de dispositivos metalocerâmicos.

 

 

Novos materiais são mais estéticos e duráveis – e evitam trocas frequentes.

 

A maioria dos tratamentos para trocar próteses dentárias fixas dá-se sobre coroas e pônticos do tipo metalocerâmico. Apesar de bastante utilizada nos dias atuais, esta técnica traz como desvantagens limitações estéticas, riscos para alergias inflamatórias em mulheres e escurecimento de gengivas e raízes dentárias – além de trocas frequentes.

 

Por outro lado, o preço mais em conta e a versatilidade do dispositivo com metal e porcelana são ideais para pacientes sensíveis aos custos do tratamento. Mas, antes de trocar a sua prótese dentária fixa, aproveite para conhecer outros tipos de dispositivos protéticos que podem trazer maior durabilidade e harmonia ao seu sorriso:

 

prótese dentária em porcelana pura

A prótese dentária em porcelana pura, cujos resultados estéticos elevados são comparáveis a lentes de contato dental e facetas em porcelana, são duráveis e necessitam de poucas trocas ao longo da vida de seus portadores. Melhor compatibilidade com gengivas e risco baixo para alergias inflamatórias são outras vantagens desta técnica indicada para procedimentos com coroas protéticas.

 

prótese dentária em porcelana sobre zircônia

A zircônia é um óxido resistente e estético cujo função, no tratamento com prótese dentária fixa, é substituir o metal utilizado em infraestruturas. Indicada para procedimentos com pônticos dentários sobre dentes naturais, o material também possibilita a confecção de dentaduras fixas sobre implantes dentários – na técnica conhecida como protocolo.

 

prótese dentária em zircônia pura

A evolução estética da zircônia, aliada a equipamentos computadorizados para fresagens, possibilitou o emprego do material, em seu estado puro, na confecção de coroas e pônticos protéticos. O objetivo da técnica é diminuir os custos de tratamentos para trocar próteses dentárias antigas por versões livres de metal.

 

prótese dentária metalocerâmica

Mais antiga – e ainda mais utilizada – forma para recuperar dentes fraturados, quebrados e com cavidades extensas por cáries dentárias, necessita ser substituída mais frequentemente comparada às técnicas com porcelana pura ou zircônia. A técnica consiste em uma camada externa e estética de zircônia que recobre uma estrutura interna – não visível – metálica (ligas com diversos metais).

 

prótese dentária em porcelana pura
Prótese dentária em porcelana pura: cores e transparências próximas a dentes naturais são opções para indivíduos exigentes com a harmonia do sorriso.

 

 

O passo-a-passo para trocar coroas e jaquetas dentárias.

 

Substituir próteses dentárias fixas antigas está cada vez mais rápido e simples. Além de materiais que facilitam na remoção de coroas e pônticos e confecção de próteses provisórias cada vez mais resistentes e estéticas, o uso de escaneamento digital e fresagens computadorizadas permite até mesmo a conclusão de tratamentos complexos em até 2 horas.

 

O passo-a-passo para trocar prótese dentária fixa em porcelana pode variar de acordo com fatores como a saúde das gengivas e existência de pinos protéticos que precisam ser substituídos por versões mais estéticas. Ainda assim, dá para descrever a sequência de procedimentos que vão desde as simulações digitais e remoção da prótese dentária até a conclusão final do tratamento:

 

  tomadas fotográficas e moldagens e tratamento gengival;

 

clareamento dental, remoção da prótese dentária, moldagens definitivas e instalação de provisórios;

 

  instalação definitiva dos dispositivos protéticos.

 

protese dentaria com gengiva inflamada e sangramento
O tratamento de doenças gengivais associadas a próteses dentárias é essencial.

 

 

Preço e tempo de tratamento.

 

O tempo de tratamento para substituir próteses dentárias fixas varia entre 2 horas – para consultórios odontológicos equipados com sistemas de fresagens computadorizadas – a até 60 dias, para casos complexos que exigem procedimentos como tratamento gengival e clareamento dental.

 

Já o preço da prótese dentária fixa em porcelana varia conforme a técnica, materiais e laboratório utilizado. A mais em conta é mesmo o dispositivo metalocerâmico, enquanto coroas e pônticos em porcelana pura ou que utilizam zircônia para reforço estrutural, apresentam os preços mais elevados – e frequentemente equivalentes entre si.

 

protese dentaria com metal recessão gengival
A cirurgia plástica gengival para recobrir a recessão gengival (detalhe) pode aumentar o tempo de tratamento com prótese dentária fixa.

 

 

Dentadura e prótese parcial removível devem ser trocadas junto com dispositivos fixos.

 

 

Para os indivíduos que possuem dentaduras e dispositivos tipo ponte móvel, a troca de prótese dentária pode exigir uma lógica diferente. É o caso, por exemplo, dos portadores de múltiplas coroas dentárias em porcelana. Para eles, a substituição concomitante de todos os dispositivos é essencial para garantir mais harmonia estética e mastigatória.

 

E para aqueles que possuem apenas dispositivos removíveis, fique atento ao momento ideal para trocar a prótese dentária. Dentaduras e pontes móveis confeccionadas com dentes em acrílico precisam ser trocadas a cada quatro anos para compensar os desgastes e perda de eficiência mastigatória.

 

Já para os portadores de prótese dentária protocolo em porcelana com zircônia, o que vale mesmo é a necessidade estética para substituição da dentadura fixa. É que, para esta técnica, a durabilidade está mais associada à saúde das gengivas e osso ao redor dos implantes dentários do que com a perda estética e funcional dos materiais utilizados.

 

 

Dicas para transformações estéticas de impacto do sorriso.

 

A momento certo para trocar a prótese dentária cuja estética atinge em cheio a harmonia do sorriso depende de vários fatores. Mas independente das causas, o mais importante é preparar-se para o tratamento antecipando-se com relação às técnicas e materiais disponíveis – e tempo de tratamento. E para ajudar com isso, uma pequena lista com dicas irá ajudá-lo a conseguir resultados mais otimizados para as suas necessidades:

 

✓  dê atenção ao tratamento gengival prévio à troca da prótese dentária;

 

  substituições de coroas e pônticos em dentes anteriores exigem o clareamento dental prévio;

 

  corrija antecipadamente problemas como a retração gengival e desalinhamento das gengivas;

 

  pacientes com sorriso gengival são contraindicados para procedimentos com próteses dentárias com metal;

 

  simule antecipadamente os resultados estéticos com fotografias, modelos e até mesmo provisórios;

 

  dê preferência a dispositivos protéticos em porcelana pura para resultados estéticos mais marcantes e naturais;

 

  combine técnicas com lentes de contato dental e faceta de resina ou porcelana para resultados mais harmoniosos;

 

  utilize instrumentos para higienização oral específicos para dispositivos protéticos;

 

  portadores de próteses dentárias necessitam de consultas de manutenção a cada seis meses.

 

Saiba mais sobre trocar prótese dentária:

Voltar para o blog