BLOG

Luis Gustavo Morato Leite

Próteses dentárias em porcelana têm tipos específicos para cada situação.

protese-dentaria-porcelana-tipos-post-blog

As diferentes técnicas e materiais para o tratamento com próteses dentárias em porcelana confundem cada vez mais os pacientes. E não é para menos, já que são muitas os tipos disponíveis – um cada para tipo de problema. Esse post descreve e comenta os principais tipos, indicações e problemas das próteses dentárias para auxiliar o paciente a descobrir qual o melhor tipo de prótese dentária para o seu tratamento.

 

Por Luís Gustavo Leite, dentista graduado e especializado em prótese dentárias pela Ufrgs, em Porto Alegre.

 

 

Os tipos de próteses dentárias em porcelana.

 

Quais são os tipos de próteses dentárias em porcelana ? Qual o melhor tipo de prótese dentária em tratamentos estéticos de alto impacto ?  O acesso ilimitado às informações em saúdes na web e o boom de explosão nas técnicas e novas porcelanas para próteses dentárias fixas trouxeram mais dúvidas do que respostas. E não é para menos, já que a variada gama de técnicas e materiais para próteses dentárias em porcelana confunde até mesmo os profissionais especializados no assunto.

 

Entretanto, conhecer um pouco dessas técnicas e tipos é fundamental para melhorar o resultado final do seu tratamento – principalmente se a estética é a parte que mais importa para você. Começaremos, assim, com um resumo dos principais tipos de próteses dentárias em porcelana.

 

✓ prótese dentária fixa em porcelana com metal (metalocerâmica)

A mais antiga técnica com porcelana (cerâmica odontológica) ainda é a mais utilizada no país. Proibida em muitos países da Europa devido ao alto índice de mulheres alérgicas aos metais presentes nessas próteses – quase 20% das mulheres produzem algum tipo de lesão nas gengivas e mucosas orais -, é ideal para situações com poucas necessidades estéticas. Versátil, pode ser utilizada para coroas unitárias ou múltiplas sobre dentes naturais ou sobre implantes. Uma das vantagens da prótese fixa metalocerâmica é o preço mais em conta do tratamento comparado às próteses dentárias livres de metal.

 

✓ prótese dentária fixa em porcelana com alumina

A alumina é o primeiro material com produção laboratorial em larga escala para próteses dentárias em porcelana sem metal. Nesta técnica, o metal localizado na parte interna de uma prótese dentária em porcelana é substituído pela alumina, um óxido cerâmico com elevada resistência e que possui duas vantagens estéticas interessantes sobre as próteses com metal: é construída com cores idênticas aos dentes naturais e tem bordas extremamente finas e delicadas. O resultado são próteses mais harmônicas e sofisticadas do que as próteses dentárias com metal.

 

Uma desvantagem desta técnica, porém, é a impossibilidade de utilização em próteses múltiplas conectadas entre si – os pônticos protéticos que repõem dentes ausentes. É devido a essa limitação estrutural que a prótese fixa em porcelana e alumina é uma técnica em desuso.

 

✓ prótese dentária fixa em porcelana com zircônia

Um dos tipos de próteses dentárias em porcelanas mais versáteis e estéticas é a técnica com porcelana e zircônia. Assim como na técnica com alumina, o óxido de zircônia substitui o metal que reforça a porcelana nas próteses metalocerâmicas, possibilitando a confecção de tratamentos mais estéticos e desafiadores. Além disso, também pode ser utilizada para pônticos protéticos que substituem um ou mais dentes ausentes – ou até mesmo para as próteses em porcelana tipo protocolo, indicadas para pacientes totalmente desdentados.

 

E as aplicações da zircônia vão além da utilização em coroas ou pônticos em porcelana. Pinos que fazem a conexão de próteses com raízes ou implantes dentários podem ser confeccionados com esse material, melhorando ainda mais os resultados estéticos. É um dos tipos de próteses dentárias com porcelana mais recomendados para tratamentos com alta exigência estética.

 

✓ prótese dentária fixa em porcelana pura

Os tratamentos dentários de transformação de impacto do sorriso – assim como os tratamentos com facetas laminadas e lentes de contato dental – devem às próteses dentárias em porcelana pura os melhores índices de satisfação no atendimento a pacientes com alta exigência – e necessidade! – estética .

 

Nessa técnica, cerâmicas modificadas dispensam as estruturas internas encontradas nas próteses dentárias com metal, alumina ou zircônia, propiciando tratamentos dentários com elevado nível de precisão na imitação de diversas propriedades ópticas encontradas em dentes naturais como cor, transparência, fluorescência e opalescência. Se por um lado os tratamentos com porcelana pura são mais sofisticados e marcantes, o preço costuma ser mais elevado comparado aos tratamentos com próteses com subestrutura.

 

protese-dentaria-em-porcelana-tipos-post
Tipos de próteses dentárias em porcelana : (da esquerda para a direita) prótese com metal, prótese com zircônia e prótese em porcelana pura.

 

 

As indicações das próteses dentárias em porcelana (conforme o local aonde serão cimentadas)

 

Diferentes tipos de materiais e técnicas para tratamentos com próteses dentárias em porcelana implicam também em diferentes indicações – e a mais importante está entre as próteses dentárias com porcelana pura e as reforçadas com zircônia.

 

Colocadas lado a lado, essas duas técnicas confundem ante o olhar mais descuidado e leigo. Entretanto, cimentadas aos dentes ou pinos de sustenção, as diferenças nos resultados estéticos entre esses dois tipos de próteses são gritantes. É por isso que é tão importante entender as indicações e limitações desses materiais.

 

✓ próteses sobre pinos ou núcleos

Pinos (núcleos) são dispositivos que unem próteses fixas às raízes dentárias em dentes cuja coroa está muito danificada e não pode ancorar, com segurança, uma prótese dentária fixa com porcelana. Esses pinos podem ser construídos com vários materiais, como metais, fibras de vidro ou carbono ou zircônias.

 

A utilização de materiais diferentes nos pinos protéticos implicam no uso de próteses dentárias diferentes. Um exemplo disso são os pinos protéticos construídos com metal: utilizados como suporte para próteses em porcelana pura, escurecem e acinzentam o resultado final do tratamento.

 

Mesmo os pinos ou núcleos mais estéticos – como os confeccionados em fibra de vidro ou zircônia –  não se saem muito bem ancorando próteses dentárias com porcelanas puras. Para a grande maioria dos casos as próteses dentárias em porcelana com subestrutura em zircônia ou alumina são as melhores indicações.

 

✓ próteses sobre dentes naturais

A seleção do melhor tipo de prótese dentária em porcelana que estará ancorada sobre estruturas dentárias sadias leva em consideração a cor desse remanescente. Quando o dente que suportará a prótese está manchado ou muito escurecido, as próteses dentárias com porcelana pura podem transparecer essas alterações de cores através de sua transparente porcelana – para estes casos, o tipo em zircônia é a melhor indicação.

 

Já para estruturas dentárias remanescentes saudáveis e sem problemas de escurecimento ou outros problemas na cor, as próteses com porcelana puras são indicadas precisas.

 

✓ próteses sobre implantes osseointegrados

A prótese metalocerâmica é a técnica mais empregada nos tratamentos ancorados sobre implantes osseointegrados. E, infelizmente, o preço mais baixo desse tipo de prótese é o motivo principal desta situação, já que o procedimentos cirúrgico de instalação dos implante oneram antecipadamente o paciente e podem tornar impeditivo o uso de próteses dentárias com porcelanas sem metal – apesar da disponibilidade de várias técnicas com próteses dentárias fixas ancoradas sobre implantes osseointegrados que dispensam o uso de metal e entregam resultados mais estéticos e marcantes.

 

protese-dentaria-em-porceana-tipos-remanescente
Tipos de próteses dentárias em porcelana: estruturas dentárias com problemas de cor são contra-indicadas para as próteses dentárias em porcelana pura.

 

 

Os problemas relacionados à escolha incorreta do tipo de prótese dentária.

 

E, afinal, quais são as implicações e problemas quando a seleção da técnica do material utilizada no tratamento com prótese dentárias com porcelana não é levada tão a sério. Será mesmo que os resultados são assim tão diferentes a ponto de precisarmos repetir o tratamento ?

 

✓ pigmentação e acinzentamento da gengiva

Uma das principais desvantagens das próteses fixas em porcelana com metal é a pigmentação potencial e permanente dos tecidos orais com partículas metálicas que desprendem dessas próteses. Quando localizadas em região anterior e estética, cirurgias plásticas gengivais para remoção de gengiva pigmentada por metal de próteses dentárias ou restaurações com amálgama de prata podem ser necessárias para corrigir o problema – muito frequente em pacientes do sexo feminino com próteses dentárias em dentes anteriores e superiores (incisivos, caninos e pré-molares).

 

✓ próteses dentárias escuras ou acinzentadas

Próteses dentárias em porcelana deveriam, a princípio, imitar todas as propriedades ópticas existentes nos dentes naturais adjacentes a elas. Entretanto, algo pode dar errado e a cor final do tratamento pode ser bastante desagradável, resultando em próteses mais cinzas e escuras do que os dentes naturais.

 

O problema pode ser causado pelos seguintes erros: o uso de próteses dentárias em porcelana com metal – e que já é um tipo de prótese que tende ao acinzentamento final das porcelanas; e o uso de próteses dentárias em porcelana pura sobre pinos metálicos ou remanescentes dentários manchados e escuros. Para essas situações, a substituição das próteses dentárias antigas por novas próteses em porcelana com zircônia solucionam o problema.

 

✓ próteses dentárias opacas ou esbranquiçadas

As próteses dentárias fixas em porcelana com subestrutura em zircônia podem apresentar problemas de cor e transparência – próteses dentárias mais opacas ou esbranquiçadas que dentes naturais são problemas frequentemente associados a esta técnica. Entretanto, a maioria desses problemas estão associados a falhas de confecção no laboratório de próteses do que a limitações técnicas e estéticas das próteses dentárias fixas em porcelana com zircônia.

 

prótese dentária em porcelana tipos gengiva
Tipos de próteses dentárias em porcelana: pigmentação gengival devido ao metal presente em próteses metalocerâmicas.

 

 

Sobre a seleção do pino protético na otimização do resultado estético final do tratamento com prótese dentária em porcelana.

 

O pino protético (núcleo) une as próteses dentárias às raízes dos dentes ao ancorar-se internamente aos canais radiculares previamente tratados – tratamento de canal. A zircônia, o metal e a fibra de vidro são os materiais mais utilizados para a confecção desses pinos. o pino em fibra de vidro tem ainda uma vantagem adicional sobre os pinos em metal ou zircônia: permite a reversibilidade do tratamento, podendo ser removido, com segurança, no caso de falha endodôntica (falha no tratamento de canal).

 

Por outro lado, os pinos em fibra de vidro são mais frágeis e não podem ser utilizadas em coroas dentárias extensamente destruídas. E, comparando-se pinos em metal com pinos em zircônia, opte pelo segundo : as cores desses pinos, similares aos dentes naturais, permitem tratamentos mais marcantes e harmônicos.

 

 

As novas tecnologias que substituem as próteses dentárias em porcelana.

 

Existem alternativas mais conservadoras (não utilizam próteses) e tecnológicas que substituem diversos tipos de próteses dentárias em porcelana, em diversas situações. A ideia é reconstruir a parte perdida ou fraturada da coroa dentária sem a necessidade de desgastar partes saudáveis do dente com problema – conservando o máximo possível as estruturas dentárias sadias.

 

Nessas técnicas são utilizados blocos cerâmicos tipo on-lay e in-lay cerâmicos. E, mais recentemente, fragmentos cerâmicos – técnica derivada e aprimorada das lentes de contato dental que substituem diversos tipos de prótese dentária em porcelana em dentes anteriores.

 

Os blocos cerâmicos tipo on-lay e in-lay (restaurações dentárias com porcelana) não são técnicas tão recentes, porém o uso da tecnologia de confecção por fresadoras computadorizas trouxe mais precisão e funcionalidade para os procedimentos que substituem próteses dentárias por restaurações em porcelana. Além disso, a introdução de porcelanas para bloco mais estéticas e o desenvolvimento de cimentos adesivos mais resistentes trouxeram segurança e resolutividade para diversas situações de fraturas ou perdas de estrutura dentária.

 

Um outro emprego para essa técnica é a substituição de restaurações dentárias em resina ou amálgama pelos blocos cerâmicos, evitando as trocas constantes destas restaurações e prevenindo fraturas em paredes dentárias pelo fortalecimento adicional que os blocos cerâmicos fornecem aos dentes.

 

Por fim, os fragmentos cerâmicos trouxeram soluções para dentes anteriores. Nessa técnica, a parte fraturada é recuperada pela adesão de uma peça em porcelana precisa e confeccionada na mesma cor do dente com problemas.

 

Mais estética e resistente que as restaurações em resina, os fragmentos cerâmicos trazem soluções mais definitivas para os problemas de fraturas em dentes anteriores. de qualquer forma, a ampla gama dos tipos de prótese dentárias em porcelana trazem tranquilidade aos pacientes – dificilmente existem problemas dentários que não podem ser recuperadas de forma precisa e harmônica com dentes naturais.

 

 

Saiba mais sobre próteses dentária e odontologia estética:

Voltar para o blog