BLOG

Luis Gustavo Morato Leite

Restauração em resina ou porcela: selecione a técnica ideal para você.

restauração dentam em resina ou porcelana

Conheça as diferenças entre a restauração em resina ou porcelana e alcance resultados mais estéticos e duráveis no seu tratamento restaurador. Um post essencial para quem vai trocar a restauração dental que ficou antiga e amarelada, com dicas sobre durabilidade, problemas e vantagens de cada material.

 

por Luís Gustavo Leite, dentista graduado e especializado em próteses dentárias pela UFRGS, em Porto Alegre.

 

 

Resina ou porcelana, selecionando muito além da restauração dentária.

 

Resina ou porcelana? Se, nos últimos anos, você passou por algum procedimento odontológico com restauração dentária, provavelmente foi obrigado a enfrentar este quase dilema. A escolha, que demanda rapidez e tem no custo o fator que mais pesa, implica mais na durabilidade e resultados estéticos do que pode parecer. Um problema e tanto, já que a escolha do material mais adequado exige conhecer algumas características e propriedades dele.

 

De fato, a diferença nas qualidades ópticas e de resistência entre a restauração em resina e a restauração em porcelana (cerâmica odontológica) impacta os resultados estéticos e de durabilidade de forma intensa. Dependendo do local e extensão do procedimento e da presença de hábitos parafuncionais como o bruxismo, a indicação segura pode dar-se sobre um único material. Motivos para conhecer um pouco mais sobre o assunto, portanto, não faltam.

 

restauração dentaria em resina problemas
A extensão e localização da restauração dental é ponto crucial para evitar desgastes excessivos (seta à esquerda) e fraturas de corpo (seta à direita).

 

 

Localização: dentes anteriores ou posteriores e partes com estresse de impacto.

 

O local em que o procedimento restaurador é realizado influencia diretamente na durabilidade do tratamento. Pré-molares e molares, dentes situados na região posterior das arcadas, estão sujeitos a cargas mastigatórias de contato mais severas e exigem materiais resistentes para evitar a deformação rápida da restauração dental. Quando extensas e posicionadas nestas regiões, o uso de porcelanas pode ser o mais adequado para evitar a troca constante do material.

 

Sem nehuma dúvida, em dentes posteriores, a restauração dental em porcelana traz maior durabilidade comparada à técnica com resina composta. Mas fique atento às resinas reforçadas com cerâmicas que, ano a ano, vêm melhorando suas propriedades para resistir a desgastes dentários em regiões de trituração de alimentos e já apresentam resultados semelhantes às porcelanas quando utilizadas em cavidades pequenas.

 

 

Tamanho: como a extensão e profundidade da restauração dental influenciam na escolha.

 

A extensão e profundidade da restauração dental é outro ponto que influencia diretamente na escolha entre porcelana e resina. Quanto maior o “tamanho” da restauração, maiores são os desafios do material para resistir a fraturas e desgastes que ocorrem ao longo dos anos. E, neste sentido, cavidade extensas podem exigir a escolha pela restauração dental em porcelana como técnica ideal.

 

Em dentes posteriores, as partes mais “pontudas” dos dentes, as cúspides dentárias, são as regiões mais sujeitas às cargas mastigatórias. Nestas áreas, a resina composta tende a deformar-se em poucos tempo. A qualidade do material utilizado, tambem não dá para esquecer, também implica na durabilidade do tratamento e deve fazer parte da seleção da técnica mais adequada para o seu tratamento.

 

restauração em resina dente anterior
A resina, apesar da durabilidade comparada à porcelana, traz resultados estéticos excelentes para recuperação de dentes anteriores fraturados ou extensamente restaurados.

 

 

Resultados estéticos.

 

Os tratamentos odontológicos estéticos de impacto estão cada vez mais comuns. Transformações com lentes de contato dental e facetas em porcelana, bastante populares, são parte importante do arsenal de procedimentos para modificações intensas na cor e forma dos dentes. Mas com relação a procedimentos com restaurações dentárias, as diferenças entre resinas e porcelanas podem não ser tão importantes assim.

 

A diferença no resultado estético entre a restauração em resina ou restauração em porcelana passa despercebida para a maioria dos indivíduos. Elaboradas camada a camada, ambas as técnicas são eficazes para imitar cores, transparências e diversas propriedades ópticas presentes em dentes naturais. Se os resultados estéticos é o que mais importa para você, fique tranquilo: resinas e porcelanas são mais do que suficientes para reconstruir todos os detalhes anatômicos de que você precisa.

 

 

Durabilidade: porcelana (ainda) superior à resina.

 

Vários fatores influenciam na durabilidade da sua restauração dentária. Extensão e localização, os mais importantes, são decisivos. Mas exitem outros que podem passar despercebidos na seleção entre resina ou porcelana. O bruxismo, por exemplo, pode ser o que mais conta quando se dá de forma severa. Negligencie-o e contratempos frequentes como fraturas e desgastes precoces podem até mesmo tirar o seu sono.

 

A escolha pela porcelana para tratamentos com restaurações dentárias dá-se de forma segura em todas as situações. Mas as diferenças de durabilidade frente às resinas vêm diminuindo a cada ano e podem ser minimas quando utilizadas nas regiões e condições corretas.

 

restaruração em porcelana dentes posteriores extensão
Cavidades extensas encontram na porcelana o material ideal para restaurações dentárias duráveis e estéticas.

 

 

Preço do tratamento.

 

Pacientes sensíveis ao preço do tratamento podem ver na técnica com restauração em porcelana apenas um procedimento de luxo. E com razão, já que procedimentos deste tipo podem custar até cinco vezes mais do que a técnica em resina. Os custos mais elevados, inevitáveis, do uso de porcelanas em tratatamentos odontológicos decorrem das complexidade técnica para confecção laboratorias do tratamento e do preço elevado destes materiais – o Brasil não produz cerâmicas (porcelanas) para tratamentos odontológicos.

 

 

Tempo de tratamento.

 

Para quem não tem tempo a perder a restauração dental em resina pode ser a opção ideal. Aplicada diretamente sobre a área a ser restaurada, traz estética na medida certa mesmo para indivíduos mais exigentes. Mas os tratamentos rápidos em odontologia restaruadora não estão restritos a esta técnica. Restaurações dentárias em porcelana confecionadas a partir do escaneamento digital e fresagem computadoriza, e que podem ser finalizadas em até duas horas, já são uma alternativa comum a muitos serviços odontológicos.

 

 

Resistência ao amarelamento e perdo do brilho.

 

A desvantagem mais lembrada das resinas por pacientes em tratamentos com restauração dentária é o amarelamento é perda do brilho ao longo dos anos. De fato, as porcelanas odontológicas, resistentes aos dois problemas, mantém a cor e brilho originais por muito mais tempo que as resinas. Mas a seleção entre restauração em porcelana ou resina, levando essas características em consideração, exitem atenção.

 

O efeito de amarelamento e perda do brilho é mais sentido pelo paciente quando a restauração dentária é extensa e está localizada em dentes anteriores. Pigmentos provenientes da dieta e ação abrasiva das cerdas das escovas, as duas causas para o amarelamento e perda de brilho das resinas odontológicas, atingem em cheio justamente os dentes mais visíveis ao sorrir. Por isso, leve em consideração este fato na hora de selecionar entre resina ou porcelana em procedimentos odontológicos nestas regiões.

 

 

Dicas para trocar a restauração escura em amálgama por resina ou porcelana.

 

Antes de trocar a restauração escura em amálgama por resina ou porcelana, fique atento a algumas dicas para que o resultado do seu tratamento seja mais durável e estético.

 

profilaxia e clareamento dentário prévio à troca da restauração dentária melhoram os resultados estéticos;

 

identifique sinais de bruxismo para evitar contratempos com desgastes e fraturas frequentes de restaurações;

 

a lógica para selecionar entre porcelana o resina também vale para procedimentos com prótese dentária fixa e laminados cerâmicos;

 

pequenas restaurações dentárias são sempre bem indicadas para a técnica com resinas;

 

trocas frequentes de restaurações diminuem a estrutura dos dentes e podem comprometer a integridade estrutural dos mesmo.

 

Saiba mais sobre restauração dental em resina ou porcelana:

Voltar para o blog